Música de Ballet

Mais uma puta no meu caminho, não sei se choro, não sei se rio.As gargalhadas a reduzem a nada.Bem, o que mais ela seria? Seu corpo inerte na cama molhada, todos os fluidos misturados.Isso tudo é até engraçado.
Ela tem olhos verdes, uma pele branca marfim que me excita.Uma boca que me leva ao delírio quando a usa e um belo nariz afilado que puxava suavemente o ar para dentro de si, pois agora ela dormia.A seção foi cansativa.Todas as vezes conversamos um pouco, ela sempre é o que eu preciso que ela seja, dessa vez eu pedi para que ela fosse ela.Ela disse que não iria cobrar.Mas que puta é essa que não cobra?Talvez ela nem seja uma puta de verdade, talvez ela só faça isso para sobreviver.Isso me excita.Ela me excita ainda mais.Eu gosto de saber que ela precisa do dinheiro que eu a entrego a cada seção.Eu gosto de saber dos outros clientes, o que eles fazem, o que eles gostam, mas o mais esquisito de tudo é que eu me importo com ela.Eu sempre pergunto se ela está bem e se ela está disposta a fazer aquilo.Mas putas não têm direitos!Putas fazem o que são mandadas.Ela é minha puta, sempre fez tudo.Mas hoje ela se emancipou.Ela disse que faria por prazer, disse que gostava de mim,que eu era amigo,que ela me daria um presente (na verdade ela deus três…).Eu não acredito em putas!Ninguém devia acreditar!Enquanto ela dorme sobre os fluidos eu me visto.O dinheiro está debaixo do cinzeiro, onde sempre deixei.O dinheiro sempre esteve ali.
Saio do quarto.Essa puta já era.Que pena, ela me excitava.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

20 respostas para Música de Ballet

  1. maximoferreira disse:

    MEU IRMAO VEI!!! TA FODAAAA!!! CARALEO VEI SEM ONDA, SEU MELHOR ATE AGORA!

    teve uma hora q eu imaginei o cara sendo Pernambuco e a mulé Alagoas! hauhauahaua!

    MAs o fim é do caraleo!

    faloe man!

  2. anonymous disse:

    O.o what the hell is…?

  3. anonymous disse:

    pi, vc escreve bem…posso n entender sua mente, mas gosto do q vc escreve ;*
    parabéns!

  4. anonymous disse:

    puta merda… ow… foi mal… esqueci ateh o q ia dizer…


    ..
    .

    flw man!

  5. a_lline disse:

    putas, putas.
    melhor não tê-las.
    ¬¬
    =***

  6. anonymous disse:

    Belissíímo! Gostei gosteei!
    Curiosidade: Qual a graça de falar de putas? O.o

    e esse finaal ficou zooooiaa!!
    “Essa puta já era. Que pena, ela me excitava.”

  7. anonymous disse:

    Po man… pq sobre putas? Música de Cabaré seria mais apropriado hauahuahauahua

  8. anonymous disse:

    rapaz.. sem comentários sobre esse. mas saiba que estou até agora impressionada com o texto anterior. ele vai ficar comigo.

    pode ter certeza.
    ;]

  9. tati_voronkoff disse:

    ham…
    se colocar no lugar de outra pessoa as vezes é complicado…
    nao sei nao sei… gostei nao desse, achei um pouco forçado, um pouco vago…

  10. anonymous disse:

    musica de ballet? o que tem a ver???
    o que te inspitou foi a casa vizinha??

  11. anonymous disse:

    oie pidetow…que que tá agonmiado no msn pra eu comentar aqui…tipow…pelo menos passei e li a primeira e ultima frase do textinhow…depois entro com mais calma e comento o texto viu?

    abraços cara

    =)

  12. renatomedeiros disse:

    Hum, não sei aonde você quis chegar com esse texto.

  13. pideto disse:

    hum…eu sei.
    inspurações bruscas, entende?

  14. renatomedeiros disse:

    Não entendo.

    Acho que você não soube compreender a ‘puta’.

  15. pideto disse:

    eu não a comprrendi?
    eu a criei.
    você não a compreendeu…
    ela não está aí só por estar…
    mas ao mesmo tempo ele sempre esteve só porque era uma puta.
    não esout misturando putas é apenas a profissão…

  16. renatomedeiros disse:

    Mesmo assim, acho que falta sensibilidade da sua parte. Você parece não entender a ‘puta’ que você mesmo criou e então torna-se meio-egoísta na narração.

  17. pideto disse:

    não há senitmentos para com a puta.é isso que o move.ele é insenivel.ele vai abandonar a puta pq ela se mostrou humana e naum um objeto o qual ele usava sempre que podia…ela naum queria cobrar, fazia por prazer, sinal de ser humana.
    ele deixou o dinheiro e a deixou, mesmo sabendo que ela o excitava…

  18. renatomedeiros disse:

    Oh,

    ‘como ele é cruel!’

    Então o cara era o insensível, mas sempre há muito de nós mesmos nas personagens e histórias que criamos. Então…

  19. pideto disse:

    então.
    sim, insensivel,
    para que dar valor a esses objetos?

  20. renatomedeiros disse:

    fim de conversa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s