ele.

ele não sentia mais nada. sua cabeça, seu corpo, suas pernas, seus braços, suas mãos, seu pinto entre as mãos. ele não sentia mais nada. nem o beijo doce da mulher com quem dorme e ele não sente o cheiro humano da podridão, que vem através do hálito quente. ele não sente a cabeça doer da ressaca, não sente a língua amargar, não sente o vômito saindo, não sente mais prazer.
e ele tenta, ele soca, dentro dela, no meio da mão, e cospe seu sêmen e não sente nada. e começa a chorar mas não sente as lágrimas descendo pelo seu rosto.
o amor havia tomado tudo. sua vida, sua morte, seu poder de sentir.
e ele não sentiu o sangue quente escorrendo pelo corte feito por ele, e não sentido, no pescoço.
e antes de morrer ele pensou que havia sentido frio.
mas só foi a geladeira caindo sobre seu corpo nu, deitado no chão da cozinha.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

11 respostas para ele.

  1. anonymous disse:

    Que cru vei. chega doi.

    Tuku.

  2. anonymous disse:

    estranho…
    mas tá bonito, em algumas partes.

    :S

  3. anonymous disse:

    poxa, q ser decadente

    u.u

  4. anonymous disse:

    Autêntico…
    Inquestionavelmente pideto 😀

  5. anonymous disse:

    foooooooooooooooooooooooooooooooooooooodaaaaaaaaaaaa!!!!

    “e antes de morrer ele pensou que havia sentido frio.”

    foooooooooooooooooooooooooooooooooooooodaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!

  6. anonymous disse:

    deve ser interessante o cara bêbado e anestesiado, fazer sexo no chão da cozinha.
    misterioso é a geladeira cair… assim… pode ter sido o marido da mulher com quem o cara fazia amor, escondido na cozinha… nunca se sabe

    ;D

    vinicius

  7. anonymous disse:

    a paixão acaba com mais um!
    ou o sexo acaba com mais um!

  8. anonymous disse:

    fikou foda man!!! =D

    e isso me lembra algo: “o amor havia tomado tudo. sua vida, sua morte, seu poder de sentir.”

  9. anonymous disse:

    gosto de teu estilo.mais ou menos.
    sabe o que naum gosto.
    sem hipocrisia.
    me lembra tranpoitting..

    falar nele teh hj espero o livro emprestadoo

    hahahahha

    bju
    yanne

  10. tati_voronkoff disse:

    porra, muito linda essa idéia.
    letargia.

  11. Mina disse:

    Eu gosto demais, com todas as fibras e todas as outras coisas com as quais se é possível gostar. Eu gosto, mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s