Arquivo do mês: novembro 2007

Fatalidade

minha concha de ironia e sarcasmo me protege mais uma vez de tudo aquilo que eu evito. aquele maldito pode ser que seja. porque o que eu quero é ter certezas, o que eu quero é ser deixado em paz. … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 5 Comentários

"Eu te amo."

“acabei de me declarar para ela cara.” “mas por que, cara? essa coisa de declaração nunca adianta nada. quando a outra pessoa está gostando você percebe, há a química…” “eu sei cara, eu sei… mas é que há sempre aquela … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 8 Comentários