Heartbreaking.

você gosta de uma pessoa. essa pessoa parece gostar de você, tanto quanto você dela. então você acha que está tudo indo ótimo. vocês começam um relacionamento, um namoro sério, baseado em confiança e nessas coisas em que se baseiam os namoros.
então, essa pessoa diz: “sabe…eu não gosto mais de você a ponto de querer te namorar. quero apenas o conforto de sua amizade.”
é um verdadeiro choque. você realmente não esperava por aquilo. se tudo estava bom para você, porque não estaria para a outra pessoa? vocês viviam em sintonia, sabiam das coisas um do outro, sempre. por que, então?
você não vai mudar seus sentimentos, você não pode, não consegue. não é algo que você mande de verdade. por mais que se tente. os clichês estão certos: não se manda no coração.
então você tenta esquecer, tenta não pensar nos momentos tão lindos que passaram juntos, mas não consegue.
então você tem a idéia de ir falar com a pessoa, tentar convencê-la a repensar seus sentimentos, mostra como tudo que vocês passaram foi lindo e coisa e tal.
ela aceita. você pensa que foi alguma frescura, medo de alguma coisa, sei lá. então, do nada, essa pessoa pede um tempo. um tempo. você pensa: “poxa…um tempo…tempo é problema.” mas ok, você dá o tempo que ela pediu, o tempo que você acha que ela precisa.
então essa pessoa viaja. vai curtir seu tempo. pensar na vida. se divertir. e você esperando que ela pense em você o tanto que você pensa nela. espera que ela volte bem. que ela volte logo. que ela volte com saudades de quando tudo era do jeito que você gostava, que vocês gostavam.
então ela volta. volta e diz que tudo o que você pensou estava errado, que a coisa não funciona, mas que a culpa é dela. (nesses momentos, a culpa quase nunca é nossa, sempre é deles. e é o único momento em que queremos que a culpa seja nossa, para podermos nos redimir, pedir o perdão, transformar aquela pessoa que está se culpando de tudo em Deus-todo-poderoso e nos jogar dentro do seu paraíso). então, a pessoa diz que fez a incrivel merda de ficar com um alguém qualquer. um alguém que nada siginifica para ambos, que provavelmente nunca verá novamente, que conheceu há poucos dias e que conseguiu arruinar algo que vocês demoraram meses para construir.
e isso tudo é muito ruim, sabe…

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

7 respostas para Heartbreaking.

  1. TI_BOLUSKO disse:

    OUTRO TEXTO FOSSA ……. AFFF CHEGA NÉ?

    =p

  2. diogo disse:

    eu acho q o erro na verdade foi dos dois… pra q haja uma relação o mistério é essencial. a partir do momento que vc considera conhecer a outra pessoa como a si mesmo pode ter certeza de q ja é o fim.
    ficou foda man! \o/
    força e honra!

  3. Pablo Casado disse:

    Não tem como não associar agora. Da mesma maneira que, se ele tivesse morrido na época do Brokeback, todo mundo ia lembrá-lo como o eterno cowboy gay.

  4. Pablo Casado disse:

    Ah, e o final de Eu Sou a Lenda mata qualquer um de desgosto.

  5. Mina disse:

    Há milhares de outras técnicas usadas pelas heartbreakers, acho que essa é só uma das mais difundidas.
    As mais sofisticadas são piores. Requintes de sofisticação na hora de partir um coração destróem qualquer um bem mais do que um simples salto agulha.

    P.S.: Adoro os textos fossa.

  6. Pablo Casado disse:

    Acho que essa coisa de “tempo” fode tudo, principalmente quando uma das partes têm interesse real na outra.

    Mas é sempre bom passar por isso. Experiência nunca é problema.

  7. Tatii disse:

    pessoas sao uma bosta grande e feia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s