Arquivo do mês: abril 2008

à prova de balas.

eu amo a idéia do amor. amo a idéia de amar. só de pensar em amar alguém com todas as forças e acima de tudo já me vem uma forte comoção. amo a idéia de ter alguém em quem pensar … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 7 Comentários

Sob a luz da lua (Querida, você quer dançar?)

“quer dançar?” “quero, claro.” ele levanta da cadeira, vai até sua direção, estende a mão esperando pela dela e dá um sorriso do tipo: “vamos dançar?” ela sorri meio tímida, olha pros lados, abaixa os olhos, pega a mão estendida … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 7 Comentários

Como agir em determinadas horas.

ele segura sacolas nas duas mãos. sente dificuldade em abrir a porta. com a mão com menos sacolas erguida, tenta segurar o frio vidro que é a porta. então ela vem, do nada, e diz: “espere eu passar para você … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 5 Comentários

super

ela beija você. onde? não importa. na verdade, não precisa nem ser um beijo. pode ser um abraço, um aperto de mão, um sorriso, um olhar. e você sabe que aquilo não é bom. você sente que quando ela abrir … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 8 Comentários

Beth I hear you calling.

ela se esconde nas sombras. mal se notam suas formas. um rosto branco, uma ponta de cigarro incandecente, ela se resume a fogo e sombras. a ponta brilha ainda mais quando ela traga o cigarro fortemente. fumaça faz formas na … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 4 Comentários

ontem à noite (que na verdade foi hoje de madrugada)

ontem à noite eu pensei em ligar, escrever uma carta, passar na tua casa. pensei em formas de dizer, de novo, tudo o que foi dito mais de cem vezes, mas não há outras maneiras de dizer o que a … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 8 Comentários

a noite em que precisei de um ar condicionado.

essa foi uma noite quente. eu precisava de um ar condicionado. precisava deitar e poder dormir confortavelmente. precisava parar de lembrar dos meus sonhos, porque isso não me faz bem. não é bom saber que o que se sonhou só … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários