março.

o fevereiro dos vinte e oito dias, que foi esse último, passou e veio março com suas águas pra fechar o verão, como cantou o jobim.

foi com uma prova de psicologia médica que março se abriu para mim. conceitos novos, freud, piaget, erikson e coisas assim. então, depois de ter finalizado o maldito – como todos são – teste, descansei me dando um longo período em casa, esperando chegar o dia dos meus vinte e um.

então veio a festa, virando a madrugada, então veio o almoço e o jantar e foi bom porque estava com as pessoas que queria estar. algo que a cidade onde atualmente resido nunca me oferece. lá, nunca estou exatamente com quem deveria estar – e, quando estou, como ocorrerá mais frente nesse ano, ainda acho que não é algo que foi realizado com plena satisfação a todos os envolvidos.

depois da festa, eu não tenho muitas outras lembranças. houve o início de novos assuntos, mais e mais das mesmas coisas, a velha agonia de querer sempre o fim disso tudo para, assim, talvez conseguir algum prazer, o que eu duvido que venha a ocorrer.

lembro de poucas outras coisas nesse mês. no entanto, sei que foi aproximadamente nele em que o ferimento fechou de vez. recordo também de uma chuva que houve porque pensei na música que comecei citando no primeiro parágrafo. certamente não foi no último dia de março, mas foi por esses dias.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para março.

  1. isabelle disse:

    nem me convidou pro aniversario =x

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s